Forum Cidade

Forum Cidade

Partido Socialista
António Costa

Definição e Objectivos
Empenhada na promoção da participação dos seus militantes e dos cidadãos em geral na vida e no futuro da cidade de Lisboa, a Comissão Política Concelhia de Lisboa (CPCL) do Partido Socialista decidiu criar e institucionalizar de forma permanente um espaço de debate político e social: o Forum Cidade. Contribuir para a construção, em termos programáticos, de uma alternativa de governo para a cidade de Lisboa e alargar a base de participação dos cidadãos na reflexão sobre a gestão da cidade, propondo iniciativas a desenvolver pelos autarcas socialistas numa lógica territorial adequada ao tecido social e urbano em análise são os dois grandes objectivos que o Forum Cidade se propõe prosseguir. O Forum Cidade será uma estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa, que deverá envolver militantes do PS e cidadãos independentes no compromisso de reflectir conjuntamente sobre as potencialidades e os problemas de Lisboa, tendo em vista a procura e a formulação de propostas que visem o desenvolvimento sustentável da cidade, a busca de soluções para questões inadiáveis ou até a tomada de posição em matérias que considere relevantes.
Forum Conclusões Conclusões dos grupos de trabalho do Forum Cidade apresentadas em Lisboa no dia 2005/05/03:
(documentos em pdf)

Conclusões (694 KB)
Qualidade Vida/Ambiente (296 KB)
Escola e Comunidade (177 KB)
Política Urbana (234 KB)
Desporto (241 KB)
Espaço Público (152 KB)
Segurança Rodoviária (258 KB)
Modelo Económico (480 KB)

Forum Conclusões
Digite o seu eMail para ser notificado de novos conteúdos no Forum Cidade!

powered by Bloglet


Arquivos

Julho 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Março 2007

Abril 2007

Maio 2008

Junho 2008



Correio para:
forumcidade2@gmail.com





Outros WebSites

Partido Socialista

Comissão Política Concelhia de Lisboa


Grupo Parlamentar PS



Outros Blog's do PS

Outros Blog's sobre Lisboa
Diários de Lisboa
Imagens da Cidade
Jornal da Praceta
Lisboa abandonada
Lisboa a arder
Pelourinho da Lisboa
Viver Bem na Alta de Lisboa
Vizinhos

Outros Blog's
Abrangente
Adufe
Almocreve das Petas
Ânimo
Assembleia
Bioterra
Blogo Social Português
Blog sem nome
Bloguítica
O Carimbo
Causa Nossa
O Cheiro a torradas pela Manhã
Descrédito
Estrago da Nação
Forum Comunitário
Fumaças
Gang
Janela para o Rio
Jaquinzinhos
O Jumento
Mar Salgado
Minisciente
O País Relativo
A Pantera Cor de Rosa
Pessoal in Transmissível
À Procura da Cleópatra
República Digital
Respirar o Mesmo Ar
Ser Português (Ter que)
TM&RP
A Toca do Gato
Victum Sustinere
Viva Espanha


PTbloggers

Technorati


Tugir em português


Partido Socialista
Comissão Política
Concelhia de Lisboa



Cartazes 2004/5 Gente que Faz
2003




Forum Cidade
Estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa
sexta-feira, novembro 28, 2003
 
Grua - Lisboa

A cultura das cidades

O direito à cidade não se pode conceber hoje como um simples direito de visita ou de regresso a tradicionalismos. Ele só se pode formular como direito à vida urbana activa, transformada, renovada. A cidade tradicional era constituída por um centro, uma periferia uma cultura. A cidade contemporânea é fragmentária, policêntrica, multicultural, um complexo fractal em que a distinção entre centro e periferia faz pouco ou nenhum sentido. Por isso o seu tecido – base morfológica e realização prático-sensível – é tão heterogéneo. Do projecto “urbano” tradicional herdámos conceitos como “lugar de encontro”, “valor de uso” que hoje aplicamos, já não inseridos numa teoria específica da vida urbana, mas utilizando os recursos que a ciência, a arte e a política nos disponibilizam na abordagem dos sistemas formados por muitos componentes (como as redes de informação) que interagem entre si através de modos complexos e não lineares.
Colocar a arte ao serviço do urbano, por exemplo, não significa simplesmente decorar o espaço urbano com objectos de arte, mas antes transformar as relações tempo-espaço em obra de arte interactivas que utilizem a arte do passado como fonte e modelo de apropriação do espaço e do tempo no presente. Renunciando ao ornamento, à decoração, a arte pode vir a tornar-se na cidade uma verdadeira praxis e poiesis: a cidade como arte de viver. Acredito que o futuro da arte será urbano e não artístico, porque não é possível dissociar o futuro do conhecimento do projecto da sociedade urbana.
A instrumentalização monopolizada da cidade pelos interesses de um só grupo ao pôr em causa a cidade enquanto produtora de cultura nega automaticamente o direito à cidade.
Manuel Valente Alves
11/28/2003 12:20:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text