Forum Cidade

Forum Cidade

Partido Socialista
António Costa

Definição e Objectivos
Empenhada na promoção da participação dos seus militantes e dos cidadãos em geral na vida e no futuro da cidade de Lisboa, a Comissão Política Concelhia de Lisboa (CPCL) do Partido Socialista decidiu criar e institucionalizar de forma permanente um espaço de debate político e social: o Forum Cidade. Contribuir para a construção, em termos programáticos, de uma alternativa de governo para a cidade de Lisboa e alargar a base de participação dos cidadãos na reflexão sobre a gestão da cidade, propondo iniciativas a desenvolver pelos autarcas socialistas numa lógica territorial adequada ao tecido social e urbano em análise são os dois grandes objectivos que o Forum Cidade se propõe prosseguir. O Forum Cidade será uma estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa, que deverá envolver militantes do PS e cidadãos independentes no compromisso de reflectir conjuntamente sobre as potencialidades e os problemas de Lisboa, tendo em vista a procura e a formulação de propostas que visem o desenvolvimento sustentável da cidade, a busca de soluções para questões inadiáveis ou até a tomada de posição em matérias que considere relevantes.
Forum Conclusões Conclusões dos grupos de trabalho do Forum Cidade apresentadas em Lisboa no dia 2005/05/03:
(documentos em pdf)

Conclusões (694 KB)
Qualidade Vida/Ambiente (296 KB)
Escola e Comunidade (177 KB)
Política Urbana (234 KB)
Desporto (241 KB)
Espaço Público (152 KB)
Segurança Rodoviária (258 KB)
Modelo Económico (480 KB)

Forum Conclusões
Digite o seu eMail para ser notificado de novos conteúdos no Forum Cidade!

powered by Bloglet


Arquivos

Julho 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Março 2007

Abril 2007

Maio 2008

Junho 2008



Correio para:
forumcidade2@gmail.com





Outros WebSites

Partido Socialista

Comissão Política Concelhia de Lisboa


Grupo Parlamentar PS



Outros Blog's do PS

Outros Blog's sobre Lisboa
Diários de Lisboa
Imagens da Cidade
Jornal da Praceta
Lisboa abandonada
Lisboa a arder
Pelourinho da Lisboa
Viver Bem na Alta de Lisboa
Vizinhos

Outros Blog's
Abrangente
Adufe
Almocreve das Petas
Ânimo
Assembleia
Bioterra
Blogo Social Português
Blog sem nome
Bloguítica
O Carimbo
Causa Nossa
O Cheiro a torradas pela Manhã
Descrédito
Estrago da Nação
Forum Comunitário
Fumaças
Gang
Janela para o Rio
Jaquinzinhos
O Jumento
Mar Salgado
Minisciente
O País Relativo
A Pantera Cor de Rosa
Pessoal in Transmissível
À Procura da Cleópatra
República Digital
Respirar o Mesmo Ar
Ser Português (Ter que)
TM&RP
A Toca do Gato
Victum Sustinere
Viva Espanha


PTbloggers

Technorati


Tugir em português


Partido Socialista
Comissão Política
Concelhia de Lisboa



Cartazes 2004/5 Gente que Faz
2003




Forum Cidade
Estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa
sexta-feira, fevereiro 27, 2004
 
Casas Lisboa

Assembleia Municipal de Lisboa
17 de Fevereiro de 2004

Sr. Presidente da Assembleia Municipal
Sr. Presidente da Câmara
Sras. e Srs. Vereadores
Sras. e Srs. Deputados

Este debate municipal fica irremediavelmente marcado pela entrevista que o Sr. Presidente da Câmara concedeu no passado fim–de–semana ao semanário Expresso.
O país em geral e os lisboetas em particular ficaram a saber aquilo a que o PS/Lisboa já vinha denunciando há mais de um ano:
- Lisboa está sem Presidente da Câmara a tempo inteiro, Lisboa tem um candidato a candidato em "full time".
Aliás só assim se pode entender o governo, ou dizendo melhor o desgoverno, com que a cidade tem vindo a ser gerida: de trapalhada em trapalhada, como atestam os casos do Parque Mayer, do Casino, das permutas de terreno da Feira Popular, da transferência desta última para Monsanto e por fim a enorme trapalhada que tem sido esta autêntica novela à volta da construção do Túnel do Marquês mais o seu projecto – que afinal já não é o mesmo que se enviou ao Tribunal de Contas.
Lisboa está a ser gerida por cartazes, "outdoors", que têm como finalidade principal transmitir (aos mais incautos) a sensação de muita obra e, naturalmente dar do Presidente da Câmara uma imagem de grande dinamismo que, na verdade, não corresponde ao que se passa e que já está a desapontar muitos cidadãos de Lisboa. Infelizmente para a cidade…
Sr. Presidente da Câmara,
Resulta claro das suas declarações ao semanário Expresso a sua enorme vontade em ser candidato a Presidente da República. Não contesto a legitimidade desta sua pretensão. Em certo sentido, ela é mesmo justa, uma vez que V.Exª, tem sido de facto, o braço direito do Sr. Primeiro–Ministro, o "bombeiro de serviço" da coligação no poder, enfim o verdadeiro porta-voz deste governo.
V.Exª percorre o país inteiro, de lés a lés, defendendo as políticas económicas do governo, justificando os despedimentos e os salários em atraso, o aumento da criminalidade e a diminuição das políticas sociais, tem feito isto tudo com esforço e até com algum impacto mediático, naturalmente porque julgava que esta disponibilidade lhe seria compensada com um apoio unânime da direcção do seu Partido na candidatura presidencial e eis que, subitamente, se vê confrontado com a forte possibilidade de ser "traído" em cima da meta e esse apoio poder vir a ser transferido para o Prof. Cavaco e Silva.
Sr. Presidente, nada mais injusto, até percebo que, passe a expressão, "parta a loiça" toda, mas vai-nos desculpar pela pergunta:
O que é que Lisboa tem a ver com isso? Então o governo da cidade? Onde estão as suas promessas e compromissos eleitorais? As soluções para o trânsito, para os mais desfavorecidos, as políticas sociais, o combate à criminalidade, enfim, tudo aquilo que prometeu?
Se está a ser traído pelas cúpulas do seu Partido, pela própria direcção do PP, que pela voz do seu líder nas televisões o desautorizou recentemente ao declarar serem extemporâneas as suas palavras, é natural que se sinta incomodado, mas não deve, mais uma vez sacrificar os interesses da cidade aos seus interesses pessoais.
Já ninguém de bom senso acredita que V.EXª se queira assumir como o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Cada vez mais as pessoas se apercebem que tudo aquilo que aqui faz, ou não faz, tem apenas na mira promover a sua imagem de candidato presidencial e não resolver de uma forma coerente e ordenada os problemas da cidade. Só assim se compreendem as incoerências das diversas soluções que pretende implementar em Lisboa. Casino em bolandas, Feira Popular também em bolandas, permutas para a frente e para trás, bombas de gasolina no Alto da Faia, moradores da Vila Ferro por realojar, enfim Lisboa está sem rumo. Não há pensamento estratégico.
Não lhe resta muito mais tempo. A cidade agradece-lhe uma clarificação. Lisboa não aguenta muito mais continuar como está, isto é: a ser gerida casuisticamente, sem rumo definido e com soluções que visam apenas proporcionar-lhe mais uns minutos de fama e projecção na comunicação social, em particular na televisão, ou mais uns quaisquer "outdoors".
Esta clarificação ou passa por um novo compromisso com a cidade – e aí terá de renunciar ao cargo que de facto tem exercido de porta voz governamental – ou passa pela decisão de concorrer a Presidente da República. Terá é de fazer esta clarificação até ao final deste Verão. A bem de Lisboa.
Se usa como referência o Dr. Jorge Sampaio, como pudemos constatar em declarações suas à imprensa, fique a saber que no mínimo deve proceder como o Presidente da República agiu: demitir-se antes das eleições.
A partir do momento em que assumir que é candidato deve indicar aos Lisboetas quem será o seu sucessor à Câmara de Lisboa, tal como o fez o Presidente Sampaio, e deve aproveitar o pouco tempo que lhe resta como Presidente da Câmara para fazer alguma coisa de consistente pela cidade de Lisboa tais como:
- tomar medidas para melhorar a mobilidade na cidade;
- melhorar o estacionamento para os residentes de Lisboa;
- proteger os cidadãos do aumento da criminalidade;
- combater a degradação do espaço público;
- repor as políticas sociais que interrompeu;
- promover habitação para jovens no centro da cidade;
- criar condições para o acompanhamento e tratamento dos toxicodependentes:
- a bem da saúde pública e da segurança das pessoas implementar salas de injecção assistida, vulgo salas de chuto;
- criar centros de acolhimento para as vítimas da violência doméstica;
- ordenar urgentemente a elaboração de um estudo de impacto ambiental sobre o Túnel das Amoreiras;
Todos nós lhe agradeceremos.
Miguel Coelho
2/27/2004 01:55:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text