Forum Cidade

Forum Cidade

Partido Socialista
António Costa

Definição e Objectivos
Empenhada na promoção da participação dos seus militantes e dos cidadãos em geral na vida e no futuro da cidade de Lisboa, a Comissão Política Concelhia de Lisboa (CPCL) do Partido Socialista decidiu criar e institucionalizar de forma permanente um espaço de debate político e social: o Forum Cidade. Contribuir para a construção, em termos programáticos, de uma alternativa de governo para a cidade de Lisboa e alargar a base de participação dos cidadãos na reflexão sobre a gestão da cidade, propondo iniciativas a desenvolver pelos autarcas socialistas numa lógica territorial adequada ao tecido social e urbano em análise são os dois grandes objectivos que o Forum Cidade se propõe prosseguir. O Forum Cidade será uma estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa, que deverá envolver militantes do PS e cidadãos independentes no compromisso de reflectir conjuntamente sobre as potencialidades e os problemas de Lisboa, tendo em vista a procura e a formulação de propostas que visem o desenvolvimento sustentável da cidade, a busca de soluções para questões inadiáveis ou até a tomada de posição em matérias que considere relevantes.
Forum Conclusões Conclusões dos grupos de trabalho do Forum Cidade apresentadas em Lisboa no dia 2005/05/03:
(documentos em pdf)

Conclusões (694 KB)
Qualidade Vida/Ambiente (296 KB)
Escola e Comunidade (177 KB)
Política Urbana (234 KB)
Desporto (241 KB)
Espaço Público (152 KB)
Segurança Rodoviária (258 KB)
Modelo Económico (480 KB)

Forum Conclusões
Digite o seu eMail para ser notificado de novos conteúdos no Forum Cidade!

powered by Bloglet


Arquivos

Julho 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Março 2007

Abril 2007

Maio 2008

Junho 2008



Correio para:
forumcidade2@gmail.com





Outros WebSites

Partido Socialista

Comissão Política Concelhia de Lisboa


Grupo Parlamentar PS



Outros Blog's do PS

Outros Blog's sobre Lisboa
Diários de Lisboa
Imagens da Cidade
Jornal da Praceta
Lisboa abandonada
Lisboa a arder
Pelourinho da Lisboa
Viver Bem na Alta de Lisboa
Vizinhos

Outros Blog's
Abrangente
Adufe
Almocreve das Petas
Ânimo
Assembleia
Bioterra
Blogo Social Português
Blog sem nome
Bloguítica
O Carimbo
Causa Nossa
O Cheiro a torradas pela Manhã
Descrédito
Estrago da Nação
Forum Comunitário
Fumaças
Gang
Janela para o Rio
Jaquinzinhos
O Jumento
Mar Salgado
Minisciente
O País Relativo
A Pantera Cor de Rosa
Pessoal in Transmissível
À Procura da Cleópatra
República Digital
Respirar o Mesmo Ar
Ser Português (Ter que)
TM&RP
A Toca do Gato
Victum Sustinere
Viva Espanha


PTbloggers

Technorati


Tugir em português


Partido Socialista
Comissão Política
Concelhia de Lisboa



Cartazes 2004/5 Gente que Faz
2003




Forum Cidade
Estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa
terça-feira, maio 11, 2004
 
Chiado

A cidade precisa de vida

A humanidade humilde e nostálgica das pequenas lojas
Onde os caixeiros dobram e desdobram fitas e fazendas

Sophia de Mello Breyner Andresen, Dual.

A cidade precisa de vida. Está a realizar-se a quarta edição da Festa no Chiado. São centenas de iniciativas que têm lugar sob a coordenação do Centro Nacional de Cultura. Está em causa um conceito de cidade em que a sociedade civil seja protagonista e em que se multipliquem as acções a partir de diversos pólos. Museus, teatros, galerias, comércio, livrarias, alfarrabistas, igrejas, clubes - todos se mobilizam para tornar a cidade viva. O Chiado de outro tempo foi um lugar de encontro e de grandes acontecimentos. Houve tertúlias de escritores e pintores, de políticos e intelectuais - na Brasileira ou no Café Chiado, na Sá da Costa e na Bertrand. O Marrare e a Havaneza fazem parte das memórias míticas... As "portas abertas" procuram revelar o que normalmente está fechado ao público - o Grémio Literário, o Círculo Eça de Queirós. Os "monumentos com música" dão a conhecer a fecundidade do diálogo entre o património e a criação. Os "encontros à esquina" transformam passeios em invocações da memória dos lugares. As exposições revelam artistas - Gracinda Candeias, Laura Cesana, ou o percurso de escritores - Ruben A., invocado no CNC, a "casa" de Sophia de Mello Breyner. O "electric paper" permite descobrir o mundo à volta da carreira "28" dos eléctricos. Eça de Queirós confunde-se com as suas personagens. Luísa e o Conselheiro Acácio estão sempre presentes, ao lado de todos os outros. Fernando Pessoa e Almada Negreiros são "habitués" - e o "Orpheu" faz parte do espírito do lugar. Aquilino, Abel Manta, Manuel Mendes, Pulido Valente renovaram o Chiado que fora de Herculano, José Fontana, de Antero e Jaime Batalha Reis... Quando o pavoroso incêndio destruiu o Chiado, no fim da década de oitenta, houve quem julgasse que não haveria salvação possível. Tudo acabara. Felizmente, o Chiado voltou à vida. Os jovens voltaram a este lugar mágico. A história está-se a renovar e a actualizar. Os novos escritores, os novos artistas, os jovens músicos estão a transformar o Chiado na sua capital dentro da capital. Mas há uma lição a tirar. A cidade precisa das pessoas e das suas iniciativas. É preciso romper com a ideia de que a cidade é de alguns, ou de uma burocracia, de um grupo, ou de uma parcela. A lógica populista, que vai surgindo, tenta fazer-nos crer que tudo pode depender da vontade de alguém ou do impulso de um qualquer intérprete messiânico. A cidade pode tornar-se acolhedora, se todos sentirem que a sua voz e as suas iniciativas podem marcar e melhorar a vida de todos. Eis porque é indispensável fazer do espírito crítico uma marca positiva. É preciso que muitos digam o que pensam e apontem o que não está bem e o que deve ser melhorado. E se há um mecanismo de "alerta", que se saiba, com rigor, quais os resultados - quem colaborou, quem interveio e que consequências práticas se obtiveram. Urge multiplicar os foros de alerta e de debate e saber como é possível tornarmos a cidade mais hospitaleira e mais nossa.
Guilherme d'Oliveira Martins
5/11/2004 03:01:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text