Forum Cidade

Forum Cidade

Partido Socialista
António Costa

Definição e Objectivos
Empenhada na promoção da participação dos seus militantes e dos cidadãos em geral na vida e no futuro da cidade de Lisboa, a Comissão Política Concelhia de Lisboa (CPCL) do Partido Socialista decidiu criar e institucionalizar de forma permanente um espaço de debate político e social: o Forum Cidade. Contribuir para a construção, em termos programáticos, de uma alternativa de governo para a cidade de Lisboa e alargar a base de participação dos cidadãos na reflexão sobre a gestão da cidade, propondo iniciativas a desenvolver pelos autarcas socialistas numa lógica territorial adequada ao tecido social e urbano em análise são os dois grandes objectivos que o Forum Cidade se propõe prosseguir. O Forum Cidade será uma estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa, que deverá envolver militantes do PS e cidadãos independentes no compromisso de reflectir conjuntamente sobre as potencialidades e os problemas de Lisboa, tendo em vista a procura e a formulação de propostas que visem o desenvolvimento sustentável da cidade, a busca de soluções para questões inadiáveis ou até a tomada de posição em matérias que considere relevantes.
Forum Conclusões Conclusões dos grupos de trabalho do Forum Cidade apresentadas em Lisboa no dia 2005/05/03:
(documentos em pdf)

Conclusões (694 KB)
Qualidade Vida/Ambiente (296 KB)
Escola e Comunidade (177 KB)
Política Urbana (234 KB)
Desporto (241 KB)
Espaço Público (152 KB)
Segurança Rodoviária (258 KB)
Modelo Económico (480 KB)

Forum Conclusões
Digite o seu eMail para ser notificado de novos conteúdos no Forum Cidade!

powered by Bloglet


Arquivos

Julho 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Março 2007

Abril 2007

Maio 2008

Junho 2008



Correio para:
forumcidade2@gmail.com





Outros WebSites

Partido Socialista

Comissão Política Concelhia de Lisboa


Grupo Parlamentar PS



Outros Blog's do PS

Outros Blog's sobre Lisboa
Diários de Lisboa
Imagens da Cidade
Jornal da Praceta
Lisboa abandonada
Lisboa a arder
Pelourinho da Lisboa
Viver Bem na Alta de Lisboa
Vizinhos

Outros Blog's
Abrangente
Adufe
Almocreve das Petas
Ânimo
Assembleia
Bioterra
Blogo Social Português
Blog sem nome
Bloguítica
O Carimbo
Causa Nossa
O Cheiro a torradas pela Manhã
Descrédito
Estrago da Nação
Forum Comunitário
Fumaças
Gang
Janela para o Rio
Jaquinzinhos
O Jumento
Mar Salgado
Minisciente
O País Relativo
A Pantera Cor de Rosa
Pessoal in Transmissível
À Procura da Cleópatra
República Digital
Respirar o Mesmo Ar
Ser Português (Ter que)
TM&RP
A Toca do Gato
Victum Sustinere
Viva Espanha


PTbloggers

Technorati


Tugir em português


Partido Socialista
Comissão Política
Concelhia de Lisboa



Cartazes 2004/5 Gente que Faz
2003




Forum Cidade
Estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa
terça-feira, junho 15, 2004
 
Forum Europa PS
[137/2004]
Após dois anos terríveis, tivemos uma campanha eleitoral dramática e uma vitória histórica em trinta anos de Democracia, sem paralelo nos 25 Estados da União Europeia. Estes resultados merecem algumas reflexões:
1. A afirmação da nossa diferença tem que ser feita pela positiva. O baixíssimo nível com que a coligação de direita lamentavelmente pautou a campanha eleitoral, com ataques pessoais reles e incompatíveis com uma vivência democrática, chocou-nos, mas, na realidade não nos surpreendeu, foi tão só o extremar de uma postura com que nos tem vindo sistematicamente a confrontar. Representa uma opção deliberada pela degradação do debate democrático que pretendeu, face ao desespero pela derrota anunciada, promover o desinteresse dos eleitores e o discurso fácil de que são todos iguais. O Professor Sousa Franco, António Costa e os demais candidatos do PS provaram que a Europa somos nós e que as questões nacionais são cada vez mais discutidas à escala da grande comunidade de 450 milhões de europeus.
2. O debate político não se confunde com caciquismo populista. O episódio de Matosinhos é profundamente chocante, mas, no fundo, temos que reconhecer que a sua ocorrência não nos surpreendeu assim tanto, foi tão só a exibição pública, violenta e grosseira de guerras fraticidas de cuja existência todos tínhamos fortes suspeitas. A nossa diferença tem que residir no saneamento exemplar deste tipo de situações. O PS orgulha-se da pluralidade de opiniões e da liberdade de expressão de todos os que acreditam na verdadeira social-democracia e no socialismo democrático. Os históricos debates entre Mário Soares e Salgado Zenha, Victor Constâncio e Jaime Gama, ou Jorge Sampaio e António Guterres, são símbolos da riqueza interna do Partido Socialista. Os confrontos de Matosinhos são manifestações de "gangsterismo" político terceiro-mundista. No Partido Socialista, no partido dos socialistas, não têm lugar outras guerras que não sejam as políticas, democráticas e por um Portugal melhor!
3. A interpretação e valorização das nossas heranças têm que nortear as nossas actuações. A imagem de rigor, de honestidade, de competência, de combatividade, de humanidade e de verdadeiro democrata do nosso Professor Sousa Franco tem de sobreviver aos discursos políticos emotivos do momento. Saibamos ser dignos dessa herança norteando as nossas posturas, agora na oposição e dentro de pouco tempo no governo, pelos princípios que regeram toda a sua vida, que, generosamente, partilhou connosco. Sousa Franco é o exemplo de quem, nada tendo a provar nos planos profissional e académico, sempre considerou um imperativo categórico a luta por um mundo mais justo e solidário. No momento da sua morte, sentimos que continua connosco quem irradiou determinação e alegria numa campanha difícil, em que tudo deu, para a maior vitória eleitoral de sempre do Partido Socialista. Libertemo-nos definitivamente dos interesses mesquinhos e dos jogos de poder individual e dediquemo-nos ao combate por um Portugal melhor!
4. A Europa abre o caminho para a vitória em Lisboa. A vitória histórica do PS em Lisboa (41,2%) sobre a coligação de direita (33,4%) demonstra que, com um trabalho sério de ligação às populações, está ao nosso alcance a vitória nas autárquicas de 2005. Em Lisboa o derrotado foi Santana Lopes. Temos obrigação de avaliando o peso relativo das diversas forças de esquerda (PCP e BE têm resultados próximos, com uma duplicação do peso do BE), liderar a alternativa progressista que os lisboetas desejam. Não podemos ter apenas o voto do desencanto e do descontentamento. Cabe-nos apresentar o nosso projecto para a Cidade, demonstrando que somos diferentes do governo municipal de direita, e enfrentar o conservadorismo decadente do nosso aliado da década de 90, sem perder para o BE a batalha da inovação e da criatividade. Tal exige propostas concretas e credíveis e a recusa absoluta de qualquer triunfalismo irresponsável. Temos pouco mais de um ano para provar aos lisboetas que somos a face de uma Cidade melhor!
Ana Paula Vitorino
6/15/2004 01:33:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text