Forum Cidade

Forum Cidade

Partido Socialista
António Costa

Definição e Objectivos
Empenhada na promoção da participação dos seus militantes e dos cidadãos em geral na vida e no futuro da cidade de Lisboa, a Comissão Política Concelhia de Lisboa (CPCL) do Partido Socialista decidiu criar e institucionalizar de forma permanente um espaço de debate político e social: o Forum Cidade. Contribuir para a construção, em termos programáticos, de uma alternativa de governo para a cidade de Lisboa e alargar a base de participação dos cidadãos na reflexão sobre a gestão da cidade, propondo iniciativas a desenvolver pelos autarcas socialistas numa lógica territorial adequada ao tecido social e urbano em análise são os dois grandes objectivos que o Forum Cidade se propõe prosseguir. O Forum Cidade será uma estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa, que deverá envolver militantes do PS e cidadãos independentes no compromisso de reflectir conjuntamente sobre as potencialidades e os problemas de Lisboa, tendo em vista a procura e a formulação de propostas que visem o desenvolvimento sustentável da cidade, a busca de soluções para questões inadiáveis ou até a tomada de posição em matérias que considere relevantes.
Forum Conclusões Conclusões dos grupos de trabalho do Forum Cidade apresentadas em Lisboa no dia 2005/05/03:
(documentos em pdf)

Conclusões (694 KB)
Qualidade Vida/Ambiente (296 KB)
Escola e Comunidade (177 KB)
Política Urbana (234 KB)
Desporto (241 KB)
Espaço Público (152 KB)
Segurança Rodoviária (258 KB)
Modelo Económico (480 KB)

Forum Conclusões
Digite o seu eMail para ser notificado de novos conteúdos no Forum Cidade!

powered by Bloglet


Arquivos

Julho 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Março 2007

Abril 2007

Maio 2008

Junho 2008



Correio para:
forumcidade2@gmail.com





Outros WebSites

Partido Socialista

Comissão Política Concelhia de Lisboa


Grupo Parlamentar PS



Outros Blog's do PS

Outros Blog's sobre Lisboa
Diários de Lisboa
Imagens da Cidade
Jornal da Praceta
Lisboa abandonada
Lisboa a arder
Pelourinho da Lisboa
Viver Bem na Alta de Lisboa
Vizinhos

Outros Blog's
Abrangente
Adufe
Almocreve das Petas
Ânimo
Assembleia
Bioterra
Blogo Social Português
Blog sem nome
Bloguítica
O Carimbo
Causa Nossa
O Cheiro a torradas pela Manhã
Descrédito
Estrago da Nação
Forum Comunitário
Fumaças
Gang
Janela para o Rio
Jaquinzinhos
O Jumento
Mar Salgado
Minisciente
O País Relativo
A Pantera Cor de Rosa
Pessoal in Transmissível
À Procura da Cleópatra
República Digital
Respirar o Mesmo Ar
Ser Português (Ter que)
TM&RP
A Toca do Gato
Victum Sustinere
Viva Espanha


PTbloggers

Technorati


Tugir em português


Partido Socialista
Comissão Política
Concelhia de Lisboa



Cartazes 2004/5 Gente que Faz
2003




Forum Cidade
Estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa
quinta-feira, novembro 25, 2004
 

[205/2004]
A actividade desportiva
como meio privilegiado

Com o aproximar do termo dos mandatos políticos no domínio do quadro autárquico, começa a definir-se uma tendência natural para reflectir sobre o trabalho realizado, procedendo à sua avaliação e inevitavelmente tecer criticas e formular projecções.
No ano de 2005, em que vai ser expresso novo acto eleitoral, será ajuizado o grau de cumprimento e o nível de sucesso das promessas feitas e das medidas consequentes tomadas no decurso dos últimos quatro anos de mandato.
No âmbito do estilo e qualidade de vida das populações residentes as actividades de natureza física e desportiva traduzem-se num fenómeno nuclear que num quadro concelhio se dirigem a todo o cidadão, desde os jovens aos idosos, impondo soluções que se medem por uma prática salutar que o venha a beneficiar socialmente em áreas como as da formação, da saúde, do prazer, do convívio da manutenção e da ocupação
dos seus tempos livres.
Complementarmente os problemas de natureza desviante que na actualidade invadem as comunidades, sobretudo ao nível da população jovem, como a delinquência, a toxicodependência e a prostituição, que geram desespero e carências, podem e devem ser apoiadas no quadro da prevenção, pela pratica das actividades desportivas.
Decisivo no quadro da concepção e funcionamento de um sistema credível, caberá às Autarquias a responsabilidade na elaboração e cumprimento de programas que visem uma sólida e eficaz aplicação.
Ora a actual maioria politica da Câmara de Lisboa, que muito prometeu, evadiu-se dos seus compromissos deixando um vazio que se caracteriza pela quase nula oferta nos serviços a prestar aos seus munícipes devido à ausência de medidas que contemplassem a população de Lisboa ao nível de necessidades básicas como as actividades físicas e desportivas.
Uma correcta politica desportiva, traduz-se na elaboração de um projecto com natureza estrutural, que defina passos e objectivos, cujo desígnios vão gerar um resultado, mas que só funciona com dedicação à causa e a expressão de uma forte vontade e empenho político, numa postura de verdadeiro espírito de missão que a actual maioria da Câmara não tem sabido demonstrar.
Muito mais que eleger políticos para gerir tarefas, papel que também se compreende, é contudo importante que o desenvolvimento dos modelos criados, seja assumido por quem os projectou, e que por força da maturidade adquirida com base em trabalho gerado no "terreno", os concebeu.
Espera-se deste modo que o Partido Socialista que detém sólidas probabilidades de ganhar o governo da cidade em 2005, não esqueça essa exigível realidade, sob pena de falhar na sua nobre missão.
- Fica a recomendação!...
De facto a cidade de Lisboa, pelo marasmo verificado não tem sido privilegiada com as condições mínimas que proporcionassem uma animação relevante e regular de iniciativas dirigidas aos residentes, que o seu direito de cidadania justificava.
Em conformidade com o publicado no suplemento da II série do Diário da Republica de 1/3/2003, a população do o concelho de Lisboa fixa-se em 549.659 eleitores, que supera em mais do dobro os concelhos do país que se lhe seguem, nomeadamente: Sintra, com 257.347, Porto com 239.726, Vila Nova de Gaia com 227.434.
Lisboa requer uma gestão que imponha marcas de rigor que não se podem compadecer com a falta de medidas essenciais, compatíveis com a sua envergadura demográfica.
Das insuficiências constatadas, por meio de um simples diagnóstico podem destacar-se:
- A falta de apoio ao movimento associativo, nomeadamente ao nível dos seus 350 clubes e colectividades, que constituem um verdadeiro património da cidade;
- A inexistência de uma política de construção e reparação de espaços verdes e de lazer na cidade que atraia a população, desde os jovens aos idosos , para apoiar uma prática dentre outras , das actividades decorrentes da ocupação de tempos livres;
- A falência da promessa de construção e valorização de infra-estruturas para a prática desportiva organizada , em que a cidade apresenta um cenário de gritantes limitações a atingir o grau de esgotamento;
- E, particularmente, a extinção dos Jogos de Lisboa, sem dar lugar a alternativas, que veio provocar um vazio na ocupação de milhares de jovens (estimam-se em 17.000), afectando grupos alvos de referência e colocando num ciclo de adormecimento, dezenas de clubes populares.
Muitas das insuficiências evocadas, ao longo do quadro referenciado acima, podem ser extensivamente associadas a outras áreas sociais, que influenciam a vida de toda a população residente.
Deste modo os residentes de Lisboa devem equacionar seriamente a sua escolha pelo voto que defenda a melhor alternativa tendo em mente as eleições autárquicas em 2005, não esquecendo que o quadro do trabalho autárquico desenvolvido pela actual maioria politica, peca pela sua ineficácia.
Mário Paiva
11/25/2004 07:39:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text