Forum Cidade

Forum Cidade

Partido Socialista
António Costa

Definição e Objectivos
Empenhada na promoção da participação dos seus militantes e dos cidadãos em geral na vida e no futuro da cidade de Lisboa, a Comissão Política Concelhia de Lisboa (CPCL) do Partido Socialista decidiu criar e institucionalizar de forma permanente um espaço de debate político e social: o Forum Cidade. Contribuir para a construção, em termos programáticos, de uma alternativa de governo para a cidade de Lisboa e alargar a base de participação dos cidadãos na reflexão sobre a gestão da cidade, propondo iniciativas a desenvolver pelos autarcas socialistas numa lógica territorial adequada ao tecido social e urbano em análise são os dois grandes objectivos que o Forum Cidade se propõe prosseguir. O Forum Cidade será uma estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa, que deverá envolver militantes do PS e cidadãos independentes no compromisso de reflectir conjuntamente sobre as potencialidades e os problemas de Lisboa, tendo em vista a procura e a formulação de propostas que visem o desenvolvimento sustentável da cidade, a busca de soluções para questões inadiáveis ou até a tomada de posição em matérias que considere relevantes.
Forum Conclusões Conclusões dos grupos de trabalho do Forum Cidade apresentadas em Lisboa no dia 2005/05/03:
(documentos em pdf)

Conclusões (694 KB)
Qualidade Vida/Ambiente (296 KB)
Escola e Comunidade (177 KB)
Política Urbana (234 KB)
Desporto (241 KB)
Espaço Público (152 KB)
Segurança Rodoviária (258 KB)
Modelo Económico (480 KB)

Forum Conclusões
Digite o seu eMail para ser notificado de novos conteúdos no Forum Cidade!

powered by Bloglet


Arquivos

Julho 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Março 2007

Abril 2007

Maio 2008

Junho 2008



Correio para:
forumcidade2@gmail.com





Outros WebSites

Partido Socialista

Comissão Política Concelhia de Lisboa


Grupo Parlamentar PS



Outros Blog's do PS

Outros Blog's sobre Lisboa
Diários de Lisboa
Imagens da Cidade
Jornal da Praceta
Lisboa abandonada
Lisboa a arder
Pelourinho da Lisboa
Viver Bem na Alta de Lisboa
Vizinhos

Outros Blog's
Abrangente
Adufe
Almocreve das Petas
Ânimo
Assembleia
Bioterra
Blogo Social Português
Blog sem nome
Bloguítica
O Carimbo
Causa Nossa
O Cheiro a torradas pela Manhã
Descrédito
Estrago da Nação
Forum Comunitário
Fumaças
Gang
Janela para o Rio
Jaquinzinhos
O Jumento
Mar Salgado
Minisciente
O País Relativo
A Pantera Cor de Rosa
Pessoal in Transmissível
À Procura da Cleópatra
República Digital
Respirar o Mesmo Ar
Ser Português (Ter que)
TM&RP
A Toca do Gato
Victum Sustinere
Viva Espanha


PTbloggers

Technorati


Tugir em português


Partido Socialista
Comissão Política
Concelhia de Lisboa



Cartazes 2004/5 Gente que Faz
2003




Forum Cidade
Estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa
sexta-feira, março 25, 2005
 
Torre de Belém
[020/2005]
A cidade, o desporto e o rio

Numa altura em que se assiste a um dos episódios mais caricatos da história de Lisboa dos últimos anos - refiro-me ao folhetim do regresso do Dr. Lopes à Presidência do Município - é bom que nos preocupemos com aspectos bem mais substantivos para a vida da cidade, do que, como alguns fazem, com a análise dos "anseios profundos" ou da "visão estratégica" de um sujeito que foi despejado do poder pela esmagadora maioria dos portugueses, por manifesta incompetência para o exercício do cargo de Primeiro-Ministro e cujo comportamento global representa, afinal, ser um verdadeiro "sem abrigo" da política nacional.
Falemos, então, da vida da cidade e de um dos aspectos porventura mais delicados na gestão de Lisboa - a ligação ao Rio Tejo - e a sua relação com as actividades desportivas e recreativas.
O Rio Tejo marcou e marcará de forma profunda a vida de Lisboa. Se nos séculos XV e XVI ele foi o ponto de partida dos descobrimentos portugueses, paulatinamente foram sendo criadas fortes barreiras ao acesso dos cidadãos ao rio, seja pela existência de vias férreas ou pelas próprias actividades portuárias. É certo que nos anos 40, com a Exposição do Mundo Português, houve uma importante alteração da zona ribeirinha que, mais recentemente, ficou igualmente marcada pela realização da Expo?98, que permitiu a reabilitação da parte oriental da cidade.
Todavia, paralelamente à diminuição da importância do tráfego marítimo e, consequentemente, com o abandono de instalações e dos respectivos equipamentos de apoio, temos verificado nos últimos tempos a progressiva transformação desses espaços em unidades de restauração e espaços de lazer.
Mas, infelizmente, não tem havido qualquer preocupação em dotar a cidade de infra-estruturas adequadas em quantidade e qualidade, destinadas aos desportos náuticos, fundamentalmente numa lógica de ensino, treino e competição desportiva. Ora, o que acontece, é que a par da progressiva "devolução" do rio aos lisboetas e a todos os que visitam e trabalham nesta cidade, tem havido um desprezo pelas instituições e pelos equipamentos vocacionados para os desportos náuticos. Não estou a falar de marinas e de iates... Refiro-me a crianças e jovens que podem encontrar no Rio Tejo um espaço adequado para o seu desenvolvimento e crescimento saudável, em harmonia com a natureza.
É sabido que, tradicionalmente, as relações entre a Administração do Porto de Lisboa (APL) e a Câmara Municipal (CML) não têm sido fáceis. Em certas circunstâncias parece mesmo que a APL é uma espécie de Estado dentro do Estado. Assim, entendo que é vital e urgente que, quem tem responsabilidade política sobre esta matéria determine que, com excepção dos espaços estritamente ligados às actividades portuárias, a CML tem de assumir um papel decisivo no ordenamento e na animação dos espaços ribeirinhos.
Urge, em suma, reaproximar a população lisboeta do seu rio. As actividades hoteleiras - nomeadamente a diversidade da oferta em termos de restaurantes e bares - são obviamente uma importante via para cumprir esse objectivo, bem como a organização de eventos diversos e a criação de novos espaços públicos.
Todavia, as actividades lúdicas e desportivas têm sido profundamente esquecidas nas recentes alterações da cidade e isso não é, obviamente, correcto em termos sociais e configura um grave desconhecimento do papel que a cultura desportiva pode ter na melhoria da qualidade de vida das populações. Será que os responsáveis políticos e técnicos da Câmara e da Administração do Porto de Lisboa nunca visitaram outras cidades europeias e mundiais que têm, no seu quotidiano, uma verdadeira cumplicidade na relação dos seus habitantes com os lagos, os rios ou com o mar?
Viajem! Mas... não se esqueçam, levem uma máquina fotográfica porque depois, quando virem com cuidado as fotos, notarão que há normalmente muitas crianças e jovens a praticar remo, vela ou canoagem.
Não seremos capazes de ter o mesmo em Lisboa? O que nos impede?
Manuel Brito
3/25/2005 12:34:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text