Forum Cidade

Forum Cidade

Partido Socialista
António Costa

Definição e Objectivos
Empenhada na promoção da participação dos seus militantes e dos cidadãos em geral na vida e no futuro da cidade de Lisboa, a Comissão Política Concelhia de Lisboa (CPCL) do Partido Socialista decidiu criar e institucionalizar de forma permanente um espaço de debate político e social: o Forum Cidade. Contribuir para a construção, em termos programáticos, de uma alternativa de governo para a cidade de Lisboa e alargar a base de participação dos cidadãos na reflexão sobre a gestão da cidade, propondo iniciativas a desenvolver pelos autarcas socialistas numa lógica territorial adequada ao tecido social e urbano em análise são os dois grandes objectivos que o Forum Cidade se propõe prosseguir. O Forum Cidade será uma estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa, que deverá envolver militantes do PS e cidadãos independentes no compromisso de reflectir conjuntamente sobre as potencialidades e os problemas de Lisboa, tendo em vista a procura e a formulação de propostas que visem o desenvolvimento sustentável da cidade, a busca de soluções para questões inadiáveis ou até a tomada de posição em matérias que considere relevantes.
Forum Conclusões Conclusões dos grupos de trabalho do Forum Cidade apresentadas em Lisboa no dia 2005/05/03:
(documentos em pdf)

Conclusões (694 KB)
Qualidade Vida/Ambiente (296 KB)
Escola e Comunidade (177 KB)
Política Urbana (234 KB)
Desporto (241 KB)
Espaço Público (152 KB)
Segurança Rodoviária (258 KB)
Modelo Económico (480 KB)

Forum Conclusões
Digite o seu eMail para ser notificado de novos conteúdos no Forum Cidade!

powered by Bloglet


Arquivos

Julho 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Março 2007

Abril 2007

Maio 2008

Junho 2008



Correio para:
forumcidade2@gmail.com





Outros WebSites

Partido Socialista

Comissão Política Concelhia de Lisboa


Grupo Parlamentar PS



Outros Blog's do PS

Outros Blog's sobre Lisboa
Diários de Lisboa
Imagens da Cidade
Jornal da Praceta
Lisboa abandonada
Lisboa a arder
Pelourinho da Lisboa
Viver Bem na Alta de Lisboa
Vizinhos

Outros Blog's
Abrangente
Adufe
Almocreve das Petas
Ânimo
Assembleia
Bioterra
Blogo Social Português
Blog sem nome
Bloguítica
O Carimbo
Causa Nossa
O Cheiro a torradas pela Manhã
Descrédito
Estrago da Nação
Forum Comunitário
Fumaças
Gang
Janela para o Rio
Jaquinzinhos
O Jumento
Mar Salgado
Minisciente
O País Relativo
A Pantera Cor de Rosa
Pessoal in Transmissível
À Procura da Cleópatra
República Digital
Respirar o Mesmo Ar
Ser Português (Ter que)
TM&RP
A Toca do Gato
Victum Sustinere
Viva Espanha


PTbloggers

Technorati


Tugir em português


Partido Socialista
Comissão Política
Concelhia de Lisboa



Cartazes 2004/5 Gente que Faz
2003




Forum Cidade
Estrutura informal da Comissão Política Concelhia de Lisboa
quarta-feira, abril 20, 2005
 
Azulejos
[044/2005]
Lisboa - Cidadã do Mundo

A Lisboa das fadistas e das varinas de outrora mudou muito e também se globalizou, mas não perdeu a sua génese, quer isto dizer que manteve a sua vertente atlântica, a sua luz única e o carácter hospitaleiro dos seus habitantes.
À riqueza cultural de Lisboa, resultante dos seus palácios, igrejas, museus, edifícios, jardins, paisagem e vistas, acresce a não menos importante história.
Ao factor cultural somam-se ainda os dias de sol, a temperatura, a razoável segurança e os preços baixos (alimentação, transportes - relativamente ao resto da Europa).
Embora o turismo em Portugal se destine essencialmente ao Algarve, Lisboa tem tendência a tornar-se um destino de eleição para visitas em fins de semana alargados.
Todavia, continuam a faltar espectáculos e divulgação dos mesmos, animação de rua, iluminação das zonas típicas e ampliação do horário de abertura dos restaurantes e esplanadas, sim porque qualquer actividade na noite de Lisboa, só tem lugar nas franjas da cidade ou nos grandes centros comerciais que rodeiam a cidade.
Ao contrário de outras cidades europeias, faltam a Lisboa oportunidades de turismo alternativo, não porque faltem os locais, mas simplesmente porque a edilidade ainda não aceitou esse repto.
Efectivamente, o turista em Lisboa só vai onde o guia o leva, não visita outras casas de fado, não procura novos restaurantes, nem percorre as ruas da cidade.
A pouca informação que circula sobre Portugal no estrangeiro, excepção feita ao futebol, permite criar uma falsa ideia sobre um elevado atraso cultural dos portugueses, não falando línguas por exemplo, estigma esse que só se ultrapassa quando se chega a Portugal e se percebe que os jovens tem essa aptidão e que tal incapacidade nos escalões etários mais avançados, é ultrapassado pela simpatia e vontade de ajudar. Nessa altura, talvez já não haja tempo de arriscar em novas visitas, porque não há tempos livres fora dos circuitos contratados.
O turismo alternativo a que faço referência consiste no investimento na criação de brochuras, devidamente divulgadas e de fácil aquisição, que permitam ao turista sair dos habituais circuitos e partir para a visita da cidade em plena liberdade, refiro-me a: percursos pedonais nas freguesias (identificados e com referência a palacetes, vistas, jardins, curiosidades, etc...); passeios livres de eléctrico (sugestões de passeios e até um bilhete próprio); roteiro dos jardins históricos, dos miradouros e das fontes; roteiro de gastronomia de Lisboa; localização das tascas de Lisboa onde há fado vadio e festas populares; etc...
Veja-se o que acontece em cidades como Barcelona, Londres e Paris, onde o turista tem a possibilidade de organizar as suas visitas de acordo com o seu gosto pessoal, orçamento e tempo, não descurando a visita a bairros mais antigos e típicos, que embora mais degradados, o município não os esqueceu, dando a mão ao comércio local e revitalizando-o, permitindo assim receitas que ajudam à reconstrução dos mesmos.
Ao contrário do actual edil, que tem mais preocupação com a maquilhagem do que com o conteúdo, Lisboa só poderá ser uma cidade cosmopolita quando valorizar a sua essência e aquilo que a distingue, objectivos esses que só pode ser assumidos por um executivo camarário presidido por quem tenha essa sensibilidade, qualidades que manifestamente se reconhecem no Prof. Manuel Maria Carrilho.
Nuno Pintão
Secretário Coordenador da Secção de Alcântara do PS
4/20/2005 01:02:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text